sexta-feira, 20 de maio de 2011

A cena das revelações

Nesse final antológico do The Mentalist, o ápice do episódio começa quando Jane, até então acreditava que o infiltrado da CBI era Gale Bertram, percebe que Gale não sabia de nada e que não estava envolvido na questão. Gale não admite toda aquela atitude de Jane e pede uma explicação sem sucesso pois Jane manda o mesmo ir embora.


   Gale fala que haverá consequências e sai de cena enquanto Jane tenta ligar para Lisbon para informar o verdadeiro infiltrado e amigo de Red John.


   Enquanto Gale se retirava aparecia esse elegante homem lendo seu jornal e seus óculos singulares, sentado confortavelmente e muito seguro de si.

 Jane consegue falar com Lisbon e avisa que o infiltrado é na verdade O´Laughlin, e nisso ele e Van Pelt já estavam dentro da casa de Hightower, faltava um passo para Craig matar Hightower.


   A cena que segue é muita rápida, quando Lisbon tenta puxar seu cano, Craig saca mais rápido sua pistola e acerta um tiro na Lisbon que vai ao chão com violência.


   Com lágrimas nos olhos Van Pelt fala que não está entendendo e pede para Craig pq ele está fazendo aquilo. Ele responde que o problema não é ela e sim ele. Mais como a Lisbon é fodona, mesmo ferida ela consegue lançar uma coisa na direção de Craig.


   Era a distração perfeita para Van Pelt e Hightower sacarem suas beretas e chamar no tirão na direção de Craig.



   E o ex-noivo da Van Pelt vai pro saco.

 Nisso, Jane estava ouvindo todo o ocorrido pelo cel, Lisbon pega novamente o celular e fala para Jane que ela está ferida, mas está bem. Depois de um silêncio mortal que parece que durou horas, Jane pede para ela pegar o Celular de Craig, ela se arrasta e pega o celular dele, Jane pede para ela rediscar e quem quer que fosse que atendesse, era para dizer que Craig estava morto.

  E eis que um celular chamou...


   E esse homem com aparência tão intelectual e erudita atende com um "Eiiiii" , e sua voz soa um tanto quanto fina, feminina e suave.

   Lisbon diz que graig está morto, e o homem diz "Que pena. Deixa pra lá." E mais alguma coisa que eu não entendi.


   Os olhares se cruzam, e Jane percebe que aquele homem sentado tão próximo de vc, provavelmente é Red John, o carrasco de sua esposa e filha e de tantas outras mulheres. Jane se levanta e vai em direção até ele.

   Assim Jane se aproxima dele e questiona ele. O homem se chateia e ameaça chamar a segurança, mas ele sorri e diz que estava brincando e que ele era conhecido por muitos como Red John. O diálogo segue, Red John está com uma pistola debaixo de um jornal, e segue falando que está cansado de matar pessoas e quer começar uma nova vida, assim encorajando Jane de fazer o mesmo, esquecer ele. jane diz que é impossível que não vai descançar até o dia que matar ele, nisso Red John se levanta e diz que vai embora, Jane quer uma prova de que aquele era realmente Red John interagindo com ele. Nisso Red John revela o cheiro que a mulher dele tinha e o cheiro que a filha dele tinha tbm, a filha cheirava a morangos e creme, um shampoo. Esses detalhes só o assassino poderia saber. Nisso, Jane que estava com as mãos dos bolsos, se escuta três disparos, Jane tinha escondido uma arma em seu bolso, Red John cai no chão sangrando feito um porco. Jane se senta com toda a calma do mundo e com expressão de alívio em seu rosto pede a conta para a garçonete e nisso dois policias com armas em punho cercam Jane para assim terminar o episódio.

4 comentários:

  1. A outra coisa que você não entendeu que RJ disse a lisbon sobre V. Pelt é "win some and lose some" (algo como "nem sempre a gente ganha"). Fiquei impressionado com a diferença do áudio sem legenda, com legenda você fica abaixando o olhar pra ler e perde muito das expressões e do cenário. Provavelmente vou ver tudo sem legenda a partir de agora, e recomendo a quem tem um inglês avançado fazer o mesmo.

    E esse homem é sim RJ, pra mim não há dúvidas (tudo se encaixa). Só quero ver como será a série com Jane preso, já que ele é o protagonista. Mas com certeza esse foi um salto, porque tirou o que a série tinha de certeza: futuro (já que 99% imaginavam que RJ seria morto no final da série apenas).

    ResponderExcluir
  2. Outra coisa. Me expressei errado: aquele não era O RJ, mas um RJ. Pelo menos os fatos levam até isso, por ora.

    ResponderExcluir
  3. Pra mim é claro que ele era RJ. Motivo: Jane só mataria alguém se esse alguém fosse DE FATO RJ. Porque? Ele sabia que ao matar alguém seria preso, provavelmente condenado a anos ou décadas de prisão, e assim ele não conseguiria matar RJ de dentro de uma prisão. Isso pra mim dá uma margem de 99% de certeza que aquele de fato era RJ. Sem contar as outras inúmeras evidências que apontam pra essa hipótese.

    ResponderExcluir
  4. Nós não podemos duvidar da capacidade dos roteiristas em trazer um novo cenário, ou mais uma reviravolta. 1º Um novo cenário, na minha opinião mais difícil, com Red John morto uma nova hisótria a conduzir, quais seriam os objetivos de Jane o que seria o ponto controverso e central da história que geraria expectativa por parte dos telespectadores já que Red John estaria morto,pode-se pensar em discípulos consequentes de Red John dando uma motivação a Jane, duvido muito de uma nova história um novo enredo! 2º Uma grande reviravolta, na minha humilde opinião o mais provável! Uma reviravolta nessa morte, que esse não seria mesmo Red John, uma maneira de livrar Jane desse homicídio, todos esses seriam fatores que enriqueceriam um novo enredo! Especulando pela última vez... Imagine se Red John não fosse só uma pessoa?! E se fosse uma organização?! ou uma Seita ou coisa assim! Mas.. São apenas especulações minhas! Uma coisa eu sei tô maluco pra ver a próxima temporada!

    ResponderExcluir